as bruxas continuam sendo queimadas na fogueira

Há dois séculos, na Idade Média, começavam a acontecer as tão famosas histórias que conhecemos hoje sobre bruxas queimadas na fogueira acusadas de pactos com demônios, tendo assim, a capacidade de realizar práticas de bruxaria.

Na realidade, essas bruxas eram mulheres, em sua maioria, curandeiras e parteiras com grande conhecimento na área de ervas que poderiam ser usadas com finalidade medicinal. Elas realizavam técnicas para aliviar dores no corpo feminino, principalmente as dores do parto, e até mesmo práticas que trariam prazeres sexuais às mulheres, algo considerado demoníaco na época.

Essas práticas, porém, eram consideradas por alguns uma ameaça à sociedade. Além de afetar a camada médica, por trazer práticas que não conseguiam explicar, essas mulheres eram julgadas por terem o controle do próprio corpo, conseguindo mexer com o sistema natural feminino, controlando, por exemplo, a natalidade com métodos contraceptivos. Ou seja, elas representavam mulheres com grande conhecimento, independentemente de seus maridos ou qualquer homem para isso.

Assim, elas eram torturadas e queimadas em fogueiras pelos atos de bruxaria. Mulheres que hoje podemos ver como empoderadas e sábias julgadas apenas pelo fato de que mulheres eram consideradas inferiores e não deveriam ter esse tipo de conhecimento.

E é essa fogueira que nós, mulheres, vemos até os dias de hoje. Essa é a nossa fogueira do dia a dia, de sermos rebaixadas de vários jeitos e maneiras diante dos homens.

Quando uma mulher recebe menos que um homem realizando a mesma função, quando ela tem menos poder de voz do que o homem, quando ela é vista como objeto público, quando sua inteligência não é levada em conta por ser uma mulher, quando homens se veem no direto de assediá-la verbalmente ou fisicamente, quando é considerada menos apta para trabalhar, quando é intitulada pelo cumprimento de sua roupa, quando não é tratada com respeito, enfim, quando é considerada inferior, ela percebe que é isso que a sociedade faz para tentar queimá-la.

É por isso que lutamos para alcançar a nossa igualdade diante dos homens, para que possamos continuar sendo as bruxas, mas as bruxas que eles não conseguirão queimar.

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *