TORCE PRAS MINA

Como poucos sabem, estamos em época de Copa do Mundo, mas peraê, não foi ano passado? Então, ano passado foi a Copa do Mundo Masculina, essa que está acontecendo em 2019 é a Copa do Mundo Feminina que infelizmente, pelo simples fato de ser jogado pelo sexo feminino é menosprezado… Pra vocês terem uma ideia, no dia do Brasil vs Austrália, estávamos eu e minhas amigas assistindo o jogo na padaria e obviamente quando saia um gol comemorávamos e muita gente olhava com desgosto…. Como será que seria se se fosse na Copa Masculina?

Já escutaram os outros dando desculpas para não assistirem a Copa Feminina?

“O jogo delas é muito parado”. COMOÉQUEÉ? Elas, diferente de muitos jogadores, caem e se levantam. Não tem essa coisa de ficar fazendo showzinho não, elas realmente jogam!

“Ah, elas jogam mas jogam mal”. Com licença, em primeiro lugar, pra estar no time da seleção brasileira você não pode ser uma jogadora ruim, você precisa ser MUITO boa, saber jogar de mais!

“Elas são muito piores que a seleção masculina”. Olha, é super errado generalizar. Existem jogadoras muito melhores que muitos homens e vice e versa.

Um dos fatores para algumas mulheres não jogarem tão bem é porque não tem o preparo devido. Elas tem treinadores, obviamente mas NUNCA chegarão aos pés de um treinamento como o dos homens, que a audiência é BILHÕES de vezes maior, consequentemente os treinos serão muito mais investidos.

Peço que por favor, reflitam muito sobre isso e pensem como é difícil para elas ser muito mas muito descriminadas por conta do sexo. Existe um abismo entre os dois! Para vocês terem uma ideia, a eleita melhor jogadora da história, Marta, já teve propostas de patrocínio por várias empresas e nunca aceitou nenhuma. Sabe por quê? Porque o seu patrocínio não se comparava ao patrocínio de um jogador homem.

Agora (pra deixar a situação mais feliz) daremos os parabéns as nossas lindas jogadoras da seleção brasileira que entraram no MATA-MATA. UHULLLLLLL!!!!!!!!!

Todo mundo torcendo por elas!

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *