Violência doméstica – quarentena

Agora nesses tempos de corona vírus, a boa convivência é algo essencial.
Tantos mêses com as mesmas pessoas, em espaços limitados em uma pandemia é algo novo e temos que cuidar da nossa saúde mental e física pra que de tudo certo ao longo desse tempo…
Agora chegando onde realmente eu queria chegar…
A cada dois minutos uma mulher sofre agressão doméstica e com esse confinamento as coisas estão piorando.
De acordo com o governo, a violência doméstica já subiu 9% nessa quarentena. Para vocês terem uma ideia no dia 1⁰ a 16 de março (antes da quarentena) tiveram 829 denúncias enquanto no dia 17 a 25 (período onde quarentena já estava instalada) tiveram 978, lembrando que existem mulheres que nem denunciam.
Muitas mulheres que serão agredidas não terão para onde ir. Hospitais estarão lotados e as poucas pessoas que estarariam dispostas a enfrentar uma briga de “marido e mulher” talvez não façam isso agora…
Imagino o desespero da vítima, vivendo confinada com seu agressor. Isso é desesperador (Homens e mulheres. A agressão doméstica ao homem também existe mas a da mulher é ridiculamente maior!).
Precisamos que todos fiquem atentos em suas vizinhanças e que não hesitem em ligar para o 180 (atendimento a mulher).
Nesses tempos remotos precisamos ter mais consciência. Precisamos abrir a cabeça e reparar no nosso entorno. Colocar o outro no nosso lugar, coisa que já deveriam ter feito a muito tempo mas se ainda não fizeram aproveitem esse “fim do mundo” para começar.

 

Foto: https://br.freepik.com/fotos-gratis/retrovisor-da-mulher-triste-ao-lado-da-janela_974075.htm

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *